Comentários
Postagens

24 de out de 2010

Clássico dos milhares termina empatado


Primeiro Flamengo x Vasco no Engenhão, quarto do ano, e mais uma vez o Vasco não consegue vencer o Flamengo em 2010. Esse ano o Flamengo venceu duas partidas ( 2x1 e 1x0 na Taça Rio) e empatou duas ( 0x0 e 1x1 no Brasileirão ), esses números mostram mais uma vez a superioridade do Flamengo em cima do seu vice preferido.

Na partida de hoje, Flamengo e Vasco, o maior clássico do mundo, estava com uma carinha de Flamengo e Botafogo, um jogo morno, com muitos erros de passes e poucas chances claras de gols.

No primeiro tempo o Vasco tinha o domínio do jogo, com mais posse de bola e chegando um pouco mais na frente. Já o Flamengo errava muitos passes, com Kleberson e Juan se destacando nesse fundamento. Mesmo assim, aos 15 minutos do primeiro tempo, Léo Moura roubou uma bola pela direita e driblou o goleiro Fernando Prass e chutou, mas o Romulo do Vasco tirou a bola que ia em direção ao gol. Logo em seguida o Flamengo conseguiu equilibrar um pouco a posse de bola, porém era pouco produtivo diante os erros de passe.

O Vasco continuava um pouco mais agressivo, até que em um dos raros erros de passes do Maldonado, O Vasco recuperou a bola pela esquerda, e o Zé Cachaceiro conseguiu transitar com facilidade pela Avenida Juan, que absurdamente estava de costas para o lance e não viu o Zé botequeiro chutar a bola na trave. A bola ainda bate no Juan antes de sobrar para o Cesinha marcar o gol.

Enquanto o meio campo do Vasco continuava tocando melhor a bola e tomando conta do jogo, o Flamengo tentava se manter na partida, mas os erros de passes eram constantes.

No segundo tempo, Luxemburgo tirou o morto do Kléberson para colocar o Petkovic, porém o gringo entrou jogando mais pela esquerda. O meio campo do Flamengo ficou um pouco mais composto. O Flamengo dominou o jogo e a posse de bola e os erros de passes eram menos constantes, porém, sem muito perigo de gol.

O vasco voltou recuado no segundo tempo, esperando o Flamengo no seu campo de defesa e apostando nos contra-ataques. Apostando nesse recuo do Vasco, Luxemburgo aos 15 minutos trocou o sonolento Deivid e a Avenida Juan por Diogo e Marquinhos, que faziam um revezamento com o Renato na Lateral esquerda.

Aos 19 minutos do segundo tempo, Dedé, que até então estava bem na partida, dividiu a bola com o Volante Willians, mas o jogador do Flamengo levou a pior. O lance foi polêmico, com muitas reclamações por parte dos chorões, mas Dedé, que não tinha nenhum cartão amarelo até então, foi expulso.

Com um jogador a mais, o Flamengo foi mais a frente ficou mais agressivo no jogo. Diego Mauricio em um lance individual quase faz um belo gol, mas Prass defendeu.

Aos 39 minutos do segundo tempo, um cruzamento do Marquinho que colocou a bola na cabeça do Renato que só teve o trabalho de desviar para o gol e empatar o clássico.

Minhas considerações da partida.

Destaques negativos:

Kléberson morto mais uma vez, pouco apareceu e quando apareceu errou tudo, tanto que foi sacado logo no intervalo.

Juan se omitia no ataque matando várias jogadas com seus erros de passes e deixou seu buraco nas costas para contribuir com o gol do Vasco.

Petkovic apesar de depois da sua entrada o Flamengo ter equilibrado o jogo, mal se movimentou dentro de campo, infelizmente não tem mais o ritmo do ano passado e dificilmente decidirá uma partida que não seja de bola parada.

Destaques positivos:

Diego Maurício, desde o inicio do primeiro tempo, sempre foi o jogador mais ousado, chamava a responsabilidade para ele e enlouquecia a zaga vascaína, porém foi pouco explorado.

Léo Moura Correu bastante o jogo inteiro. Quando as jogadas eram pela direita, o Lateral dava conta do recado. Não fez uma das suas melhores partidas, mas não comprometeu.

Marquinho, pela segunda vez, entrou bem no segundo tempo, deu mais movimentação e decidiu mais uma vez com um belo cruzamento.

Apelo do colunista.

Pelo amor de deus, Patrícia Amorim, Veloso, Luxemburgo.. seja lá quem for: Não deixa o Juan jogar mais com a camisa do Flamengo não! Sério! Não dá pra aguentar mais esse anão de jardim, esse curumim, esse pintor de roda pé jogar com a camisa do Flamengo! Eu não aguento mais ver o Flamengo tomar gol pelo lado esquerdo do campo!

Compartilhe isto com a Nação
"Eu queria ser um poeta para poder te explicar,
mas não consigo traduzir o sentimento de amor que a gente tem pelo Flamengo."

---Outros posts do FlaManolos---

0 comentários:

Postar um comentário

 
Uma vez Flamengo, sempre Flamengo.