Comentários
Postagens

1 de nov de 2011

Heróis do Mundial - Marinho

                                 Clique aqui pra acompanhar toda a série Heróis do Mundial

Entre todos os Heróis do Mundial, talvez seja Marinho o "patinho feio" do time. No meio de tantos nomes de peso, o zagueiro é o nome mais difícil de se lembrar na escalação dos 11 campeões em Tóquio.

Marinho estreou com o Manto Sagrado num amistoso contra o São Paulo, em 1980, ajudando a garantir o empate de 0 a 0. Mostrando uma grande capacidade de antecipar-se ao adversário e roubando-lhes a bola com surpreendente habilidade, fez exatamente aquilo que havia chamado a atenção do técnico Cláudio Coutinho após o jogo entre Mengão e Londrina pelo Brasileiro de 1979.

Alto e magro, Marinho era às vezes desengonçado, o que levou a muitos duvidarem de sua capacidade. Com o tempo virou titular, ganhando confiança para se arriscar no ataque, chegando de trás em alta velocidade para deixar os companheiros na cara do gol. E como não poderia deixar de ser, é super identificado com a Nação. "Sinto muita falta da galera do Mengão. Aquilo não existe! Até hoje sou reconhecido". Sempre será reconhecido e admirado por todos nós!


De acordo com a Flapédia, Marinho fez 219 jogos pelo Mengão, marcando 6 gols. O mais importante desses gols foi contra o Patético-MG, na primeira fase da Libertadores de 81, onde o Mengão não poderia perder, pois seria eliminado. Marinho marcou de cabeça no final do jogo, garantindo o empate em 2x2 e a nossa classificação!

Foi Campeão Carioca em 1981, Brasileiro em 1980/82/83, da Libertadores e do Mundial em 1981. Teve uma passagem pela outra seleção (a brasileira) em 1983. Em 1984, começou a perder espaço no time, com a chegada de alguns jogadores dos juniores, como Figueiredo, com a confirmação de Mozer e o deslocamento de Leandro para a zaga. Com a forte concorrência, preferiu deixar o clube indo para o Patético-MG e depois para o Buátafogo.

Marinho é um dos Heróis do Mengão!

Saudações Rubro-Negras   

******************** 
Rafael de Oliveira
Twitter - Facebook

Imagem 1: FlaManolos
Imagem 2 e 3: Google com adaptação de FlaManolos

Compartilhe isto com a Nação
"Eu queria ser um poeta para poder te explicar,
mas não consigo traduzir o sentimento de amor que a gente tem pelo Flamengo."

---Outros posts do FlaManolos---
5 comentários rubro-negros pelo Blogger
comentários rubro-negros pelo Facebook

5 comentários:

  1. Meu velho avô estava lembrando dele hoje, acredita?
    Bons tempos... Bons não, ótimos!
    Zagueiro clássico.
    Segundo Sr.Relmas, o estilo dele era muito parecido com o (dom) Juan da Gávea.
    Lembrança mais do que merecida.
    Mais um grande herói.

    Verdadeiras Saudações Rubro-Negras!

    ResponderExcluir
  2. Show, Flávio! Que saudade do meu avô... Ele morreu quando eu tinha uns 13 anos... Não tive, na época, essa sensibilidade. E isso me dói...

    Nossa história é riquíssima. Temos pre preserva-la sempre.

    SRN

    ResponderExcluir
  3. Marinho não foi zagueirão mas nos ajudou muito! Idolo, sem mais!

    Parabéns pelo post!

    ResponderExcluir
  4. Em época de Welinton, nada melhor do que relembrar de um zagueiro no estilo do Marinho... que lhe sirva de inspiração na nossa caminhada rumo ao Hepta!

    SRN!

    ResponderExcluir
  5. Pow ele esta com uma aparencia horrorosa......


    SRN

    ResponderExcluir

 
Uma vez Flamengo, sempre Flamengo.