Comentários
Postagens

9 de jan de 2012

Outro Tijolo No Muro


Antes de começar a ler, peço que vá até o final do post e deixe o video rolando. Você já conhece o som, claro, mas vai ajudar a entrar no clima. Pode ir lá dar o play, eu espero.

Por mais que pareça, este post não fala sobre a campanha dos tijolinhos do clube, muito menos sobre o Pink Floyd e uma possível ligação/parceria psicodélica com o Mais Querido. A banda está entre as minhas maiores paixões, mas apenas fiz uma simples associação com a ideia do álbum The Wall. Não tive que pensar muito quando, durante minha sessão floydiana semanal, vi o muro e os martelos rubro-negros caminhando pra quebrarem o que impede de seguir em frente e crescer. 

Agora ficou mais clara a ideia do post, certo? É assim que enxergo o nosso Flamengo. Há muitos anos o nosso clube é guiado por pessoas pequenas, que se afastam dos nossos interesses e vivem um mundo de brigas sem fim por interesses pessoais. Em quase 30 anos, nosso principal avanço está sendo a construção do Centro de Treinamento num enorme e belo espaço em Vargem Grande, mas que já estava disponível pra isso desde 1984. Como diz a música Time, também do Floyd, "Você é jovem e a vida é longa... E depois, um dia você descobrirá que dez anos ficaram para trás. Ninguém te disse quando correr, você perdeu o tiro de partida".

Veja quantas oportunidades o clube desperdiçou durante quase 30 anos. E em todo esse tempo, vimos outros clubes brasileiros conquistarem a América e o Mundo sem ao menos termos a oportunidade de uma final, e brigamos durante anos por posições ínfimas na principal competição do país. Ainda sem estrutura, mas com o peso do Manto e da Nação, conquistamos muitos títulos e formamos ídolos para a Nação e craques para o Mundo, mesmo deixando escapar uma das maiores gerações da nossa história a preço de banana, como foi em 1990Mas nos afundamos em dívidas enormes com negociações sem um mínimo de planejamento, apenas visando o maldito interesse pessoal. Foram muitos presidentes, vice-presidentes e trocentos diretores remunerados que se aproveitaram (e aproveitam) da nossa paixão, sem ao menos terem deixado algo construtivo. Trocamos Adrianos e Reinaldos por Vampetas da vida, gente que nunca fez nada pelo Flamengo, e ainda fomos obrigados a ouvir que fingiam jogar, debochando da falta de comprometimento e profissionalismo do clube. A Nação não merecia ter passado por isso tudo. E até hoje estamos vendo atrasos injustificados em treinos e cobranças públicas de salários atrasados, entre outros.

Tudo isso ajuda a formar esse bloqueio em volta do Gigante. E nossos carrascos colocam um tijolo no muro a cada dia. Sim, eles vestem ternos, sapatos e maletas, e não camisas e chuteiras. Angústia, vergonha... É duro ver o que a gente ama aprisionado, limitado, estagnado diante de um Mundo de oportunidades. Um exemplo simples é o nosso Marketing, um grupo que é responsável por tudo isso que a gente não vê. Ronaldinho, Cielo, Marcelinho, Leandrinho, Fabiana Beltrame, Diego Hipólito... Somos o maior clube poliesportivo do Mundo, temos os principais atletas do país, destaques mundiais, e não há uma simples ação para uní-los à Nação. Ronaldinho está no clube há um ano e... Viu algo além de uma toalha e um bonequinho? Leandrinho veio pro clube, super badalado, e só quem ganhou dinheiro com ele foi o Brasília, que realizou a estreia dele em casa e encheu o ginásio. Pode imaginar como seria um comercial (ou um simples outdoorcom todos eles juntos mostrando o nosso gigantismo? Em qualquer bate-papo de 5 minutos com seus amigos, serão geradas muitas ótimas ideias possíveis. E o pior não é termos um Marketing inexistente, é ter um clube velho, burrocrático, que impede seu próprio avanço e bloqueia bons projetos. Não vejo campanhas pra arrecadar sócios, exceto as que partem da própria torcida, como os Sócios Pelo Flamengo. Temos a maior torcida desde 1927, mas o clube ainda não sabe como aproveitá-la.


Por isso fico feliz com a oportunidade de ter meu espaço rubro-negro. E além disso, com a era da internet, ver que estamos tão próximos do clube. A campanha Unidos Pelo Flamengo, entre outras, mostra que podemos fazer a diferença também através de um teclado, por mais surreal que pareça. São tantas redes sociais, contatos, seguidores... A ramificação das informações é enorme. E pensando nisso, um grupo se reuniu na internet pra apoiar a concessão do prédio do Morro da Viúva. Movimento chamado de #ConcessaoDoMorroJa. (Atualizando: A concessão foi votada hoje e aprovada quase por unanimidade! Mais a respeito no final do post.)

É um caso delicado. Envolve um dos maiores patrimônios do clube, de altíssimo valor, mas abandonado há anos, que hoje acumula uma dívida de R$ 13 16 milhões de IPTU, entre muitas ações judiciais. Uma empresa do grupo EBX, de Eike Batista, ofereceu uma proposta de aluguel ao clube pra criar um luxuoso hotel no prédio, que é muito bem localizado, de frente pro Pão de Açúcar. Isso acabaria com a dívida enorme, além de oferecer inicialmente:

• 2 andares pra concentração dos jogadores nos jogos (hoje o clube paga pra isso);
• R$ 270 mil por mês de aluguel;
• 2,63% sobre a receita bruta do hotel;
• R$ 2 milhões pra retirar os atuais inquilinos (40% do prédio está ocupado);
• R$ 5 milhões na data da renovação do contrato;
• Quase R$ 16 milhões em mãos.

O tempo de contrato seria de 25 anos, podendo ser renovado por mais 25. São 50 anos de contrato e só isso já torna o negócio delicado, mas é uma boa proposta por todas as circunstâncias. O clube está no meio da construção de um CT, num mar de dívidas e não tem experiência alguma com o ramo imobiliário. E mesmo que tivesse, não tem (e nem terá) condições de transformar o prédio, atualmente danificado, em algo rentável. E com parceiros, será que teria algo melhor? Duvido. Hoje temos um patrimônio que não nos dá nenhuma receita, pelo contrário. Logo, porque não aceitar uma proposta pra alugar o imóvel? Ele será todo reformado (o orçamento gira em torno de R$ 100 milhões) e o clube não vai mexer um dedo sequer, vai gerar renda mensal, acabar com uma dívida enorme e dar ao clube um hotel luxuoso de frente pro Pão de Açúcar, um verdadeiro patrimônio e altamente rentável e estruturado. Uma clara oportunidade de crescimento.

Marcio Braga, em sua gestão, desistiu da ideia de transformar o prédio num hotel ao saber que a legislação não permitiria. Não gosto dela, não tenho o mínimo desejo de cumprimentá-la quando a vejo e nem votaria nela, mas Patrícia Amorim, como vereadora que é, lutou pela aprovação do projeto na Câmara dos Vereadores e ganhou, no final de 2010. Bato palmas pra ela nesse quesito, além da construção do CT e reforma da sede. Mas o Conselho Fiscal, presidido por Leonardo Ribeiro, está impedindo a concessão. Claro, o que ele vai ganhar com isso? Nada. O prédio vai ficar de herança pra algum funcionário? Porque tornar aquilo tudo rentável, não vai mesmo.

Quando surgem boas possibilidades de avanços e pessoas no clube pensando um pouquinho, vem um sujeito, que nunca fez nada pelo Flamengo, e tenta impedir. Leonardo Ribeiro está lutando pelo nosso patrimônio agora, mas não pensou assim quando chutou o Zico da Gávea com falsas acusações. Rever os valores e buscar uma melhor proposta é ótimo e saudável, mas impedir que alguns tijolos que escondem o Flamengo sejam quebrados, é inadmissível! Enquanto os interesses pessoais reinarem, o clube vai continuar atrás do enorme muro, impedido de crescer, com todo seu potencial limitado. Assim como em The Wall, a Nação precisa agir pra derrubar o muro, libertando o Gigante de pessoas ruins e de mentes pequenas. E sabe qual será o seu martelo? O voto. Seja sócio, pegue seu "martelo" e ajude o Flamengo a crescer. E não deixe que coloquem outro tijolo no muro... Nem seja esse tijolo.


Nota: A aprovação da concessão do Morro da Viúva quebrou alguns tijolos desse muro que cerca nosso clube. Pode parecer que não, mas foi um grande passo dado. Esse é o pensamento quando se trata de Flamengo! Ideias velhas, burocráticas, devem ser deixadas pra trás. Devemos sempre colocar os interesses pessoais de lado ao vestir o Manto, em qualquer situação. É pra frente que se olha, é pra frente que se anda!

Saudações Rubro-Negras

******************** 
Renato Croce (Alexi Lalas) 

Imagem 1: FlaManolos
Imagem 2: Google com adaptação de FlaManolos

Compartilhe isto com a Nação
"Eu queria ser um poeta para poder te explicar,
mas não consigo traduzir o sentimento de amor que a gente tem pelo Flamengo."

---Outros posts do FlaManolos---
10 comentários rubro-negros pelo Blogger
comentários rubro-negros pelo Facebook

10 comentários:

  1. concordo plenamente com o que vc postou e digo mais, o flamengo é e sempre foi mal administrado, o clube era pra ser o maior clube do brasil e um dos maiores do mundo pela torcida que tem, pela tradiçao e tudo mais, e tem muito potencial para isto mas, infelizmente, em termos de administraçao o flamengo sempre vai mal.
    recentemente postei uma notícia e uma opinião a no face (flamenguistas) e fui criticado por uma pessoa que não sabe o que é ser flamenguista. o flamengo está com algumas pendencias de salário e luvas e tem torcedor que acha isso bonito como no deste imbecil que me criticou. mas to contigo na campanha. valeu.

    ResponderExcluir
  2. esse é meu blog. voce é bem vindo pra visitar.
    http://eternoflanatico.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Haja saco pra ler tudo eim!!!! O som ajudou. kkkk
    Assino embaixo! Como sempre!!!!!
    Tudo a ver o album com o momento do Fla! boa sacada!

    ResponderExcluir
  4. Não sei se você foi um dos que participaram à frente deste grupo, mas vou deixar aqui uma sugestão de uma nova campanha, para derrubar mais tijolos: votar por ima mudança no estatuto para que a partir de 2015 a eleição para presidente permita o voto à distancia de sócios off Rio. Isso com certeza provocaria uma revolução no Flamengo, integrando toda a sua torcida, sendo realmente nacional.

    Parabéns pela conquista!

    ResponderExcluir
  5. Valeu pelos comentários, galera!

    Blog,
    Não fui um dos que organizaram o movimento, apenas apoiei. Essa questão dos votos já tinha sido pensada. É algo fundamental, até mesmo pra estimular o surgimento de mais sócios. O voto pela internet me parece distante, mas juntos... Quem sabe.

    SRN!

    ResponderExcluir
  6. Renato, vc é fantástico..
    Parabéns pelo post...
    Concordo com tudo, sim eu li!! O que me deixa mais horrorizada nisso, é me perguntar sempre por onde anda o dinheiro do clube.
    Cadê as parcerias?
    Como vc disse, oportunidades de crescimento não faltaram..
    Ao mesmo tempo em que acreditamos na mudança, acabamos por quebrar a cara e a perceber que continuamos na mesmice.
    SRN
    @Lu80s

    ResponderExcluir
  7. Amigo, parabéns pelo post a nação rubro negra com certeza se sente orgulhosa de ter este espaço que comunga com o pensamento de todos que querem ver um Flamengo forte em todos os sentidos.

    ResponderExcluir
  8. Renato, você se superou nesse texto. Não desmereço nenhum outro, mais esse foi além.
    O assunto abordado é muito importante e cada um deveria "perder" um tempo para ler e refletir.

    Se cada um fizer sua parte, ajuda bastante já. O Flamengo é nosso, está na hora de mostrarmos isso na prática!

    Sobre o Morro da Viúva, uma das melhores ações da diretoria nos últimos seilaquantosanos. Mas o benefício era tão escandaloso, que nem teve força de oposição nesse momento final.
    Parabéns pelo "textaço", concordo em tudo que li. Apesar de não ser fã do Pink, rsrs!

    SRN, @CRFHexa

    ResponderExcluir
  9. Bom, sou suspeita em falar do texto... Excelente, como sempre.:x
    Essa é a dura realidade do nosso Flamengo. Não existe prestação de contas e sabemos onde fica as oportunidades de crescimento que aparecem: só no sonho, pois eles não pensam no clube e sim no seu próprio bem estar. Enfim... espero que agora abram os olhos e vejam o que será mais rentável e proveitoso para o clube, apenas para o clube, porque diretoria passa, o clube e a torcida ficam.
    #SRN

    ResponderExcluir
  10. Lu,
    Obrigado pelas palavras... É sempre bom te ver por aqui! A questão financeira é delicada. Qualquer um fica assustado ao ver o clube de maior torcida sem a maior receita. Não dá pra entender.

    Laercio,
    Obrigado pelas palavras e pela presença de sempre. Isso faz com que o espaço continue... Pode ter certeza que é muito importante pra todos nós lermos isso.

    Pedro,
    Valeu pelas palavras. Até a década de 90, a Nação só tinha contato com os demais rubro-negros (em massa) nos estádios. Hoje isso é possível muito facilmente pela internet, e só isso bastaria pra todos pensarem em fazer algo. Seja criando um blog, uma campanha... O que for. Podemos mais!

    Rosália,
    Infelizmente a galera de lá não pensa assim. Eles vão passar, mas antes eles querem tirar algum benefício. A briga de vaidades e interesses pessoais são maiores que as necessidades do Gigante.

    Obrigado a todos pelos comentários e SRN!

    ResponderExcluir

 
Uma vez Flamengo, sempre Flamengo.