Comentários
Postagens

29 de mar de 2012

O Manto que vestimos não nos permite pagar por omissão!


Não está sendo fácil ver o Flamengo nesta temporada. Escrever sobre ele, também. Desde o final de 2010, o Blog FlaManolos não perdeu um post pré ou pós dos mais de 90 jogos realizados. Todas as coberturas foram feitas com todo o carinho do mundo e com muito orgulho. Mas te digo que muitos dos jogos que cobri não queria escrever nada.

Você pode estar pensando que sou covarde, fraco e que só consigo ser Flamengo na vitória. E te digo que não queria fazer o post deste jogo também, tanto que ele só começou a ser escrito mais de 8 horas depois do apito final. Ver uma derrota do Mengo machuca, mas escrever sobre ela com amor, sinceridade e compromisso com o Mais Querido e com você, com seu amor por ele, machuca da mesma forma. Mas eu faço, não me omito. 

É... Sou sensível a tudo que amo. E mesmo enxergando muito mais depois que me aproximei do dia-a-dia da vida "profissional" do clube, continuo bobão vendo suas cores na batalha, com a mesma explosão de gol a favor e contra, com o mesmo nervosismo antes do jogo que sinto desde criança... Graças a Deus! E não quero perder isso nunca. Aprendi muito com a vida a ser um homem mais frio com as pessoas, até mesmo diante da morte, mas com o Mengo isso não existe. Ele me mata, me maltrata, me arrebata o coração de emoção, de felicidade e de tristeza, mas não importa. O importante é que sempre estarei com ele, amando loucamente, cantando ao mundo inteiro a alegria de ser rubro-negro e com os mesmos sintomas de uma criança apaixonada.

Poderia fazer um post menos pessoal, dizendo que a nossa derrota de ontem vai repercutir muito mais do que a vitória dos pequenos, da despedida do Edmundo, da novela das 8, da ida do homem a Lua... Poderia fazer uma mega trollagem em cima disso e dizer também que ainda temos chances, que só depende de nós, bastando ganhar os 2 jogos restantes... Mas isso me machucaria muito mais que a própria derrota. Pagar por omissão, não. Já fiz muitos posts com uma visão mais positiva da situação, mas sempre com argumentos e com o espaço livre pra debatermos. E todas as 230 postagens feitas por mim neste blog tiveram sinceridade, amor ao Mengo e respeito com o torcedor, pois também sou um, da mesma maneira que todos os 45 milhões, que infelizmente não inclui todos do nosso clube.

O nosso amado Mengo enfrenta muitos problemas. No time, na comissão técnica, na diretoria omissa e até por parte da (também omissa) "torcida" há muito tempo. Todos eles estão fazendo o Mengo sangrar e quem sente as dores somos nós. Ontem tivemos muitos erros individuais. Por que David Braz fez aquela falta com a bola já saindo pela lateral? Um detalhe que retrata o time. Ele poderia ter levado um amarelo de graça, mas levou mais que isso. Aliás, quem levou somos nós. Ele não deve estar nem aí pra isso. - Se ele não está, eu que não vou! - É aí que não podemos ser orgulhosos. Flamengo acima de tudo, certo? Acima do nosso orgulho também. Caso contrário, só o Mais Querido perderá com tudo isso. Renegará a sua paixão de berço?

Com aquele gol cedo eles se fecharam e jogaram com o placar debaixo do braço por pelo menos 85 minutos. Tivemos a mesma dificuldade mostrada contra todos os times que fizeram isso conosco. Nosso time tem bons jogadores, alguns já consagrados, mas não consegue ter calma e competência pra criar situações claras de gol com uma simples boa troca de passes na casa dos caras. Esse time não sabe jogar a Libertadores e as lições que o Olímpia nos deu no Engenhão não foram aprendidas (ao que parece), para nossa agonia.

Como disse lá em cima, está muito difícil ver, ler, escrever, falar, ser, viver Flamengo nos últimos 2 anos, pelo menos. Até o nosso Hexa foi sofrido, de ponta a ponta. Mas se nos omitirmos neste momento, o Mengo sangrará muito mais e não chegará em lugar algum. Se falta amor e raça em campo, vamos mostrar a raça e o amor da arquibancada. Vamos estender a mão pra esse time. Se eles vão segurar firme, não sei. Mas sei que prefiro ficar com a mão estendida no vento em nome do meu amor pelo Mengo do que pagar por omissão. As cores da nossa bandeira não permitem isso.

VT na Íntegra: Clique aqui e reveja Olímpia 3x2 Flamengo.
Avaliação: Veja para quem foi o #Tijolinho #Tijolada da galera no Twitter.


Saudações Rubro-Negras

********************
Renato Croce (Alexi Lalas)

Imagem: Google com adaptação de FlaManolos

Compartilhe isto com a Nação
"Eu queria ser um poeta para poder te explicar,
mas não consigo traduzir o sentimento de amor que a gente tem pelo Flamengo."

---Outros posts do FlaManolos---
9 comentários rubro-negros pelo Blogger
comentários rubro-negros pelo Facebook

9 comentários:

  1. bom texto..é hora de nós apoiar...
    o David Braz voltar pros Fraudinhas e deixar de ser cabaço..
    Williams querer parar de pedir faltar e jogar bola, se ele fosse na bola não tomaríamos o 2º gol..
    chega de dancinhas nos gols..corre pra torcida, pro banco abraça jogador e BERRA com Raiva com raça..Raça..

    once caldas ganhou libertadores com RAÇA..
    Peñarol chegou na final ano passado com RAÇA..
    e vários EXs por aí..
    e o time do "Raça, Amor e Paixão" só ta no amor e paixão da torcida..
    LIBERTADORES É RAÇA!

    ResponderExcluir
  2. É...muito ruim qdo amar machuca assim..ontem fiquei tão triste com o mengo que preferi não ver o resto do jogo...aliás isso tem acontecido com uma certa frequência...tomara que o time se recupere e a gente passe de fase na Libertadores...pq senão fica difícil...Bjs!! muito lindo oq vc escreveu!

    ResponderExcluir
  3. Primeiro de tudo bom dia. Minha critica é o seguinte: Eu na minha humilde opinião acho que o Joel Santana não é tecnico de Libertadores. Libertadores é raça cara, e infelizmente não é isso que o Flamengo vem demonstrando nos ultimos jogos. SRN

    ResponderExcluir
  4. Compartilho o seu sentimento, Renato. O que tem acontecido ultimamente me desanima, mas não me faz desistir.

    Bola pra frente!

    #SRN

    ResponderExcluir
  5. URUBU NA LIBERTADORES = DESPERDÍCIO DE VAGA PARA O FUTEBOL BRASILEIRO!!
    A história rubro-negra recente no principal torneio do continente mostra isso. Fiascos, micos, vexames, papelões formam o patético cartel flamenguista no certame nos últimos 10 anos. Quatro participações e apenas uma presença nas quartas de final, com direito a eliminação na fase de grupos e desclassificações vergonhosas no Maracanã já na primeira etapa de mata-mata. Em (mais uma) crise e com um currículo desses, não há como não considerar a possibilidade de um novo mico histórico do Flamengo, nos últimos tempos um mero coadjuvante eventual da Libertadores da América.
    2002
    Classificado como campeão da extinta Copa dos Campeões 2001, quando superou os reservas do São Paulo na decisão, o Flamengo caiu no grupo 8. Venceu uma só partida, perdeu quatro e chegou à última rodada já eliminado e caiu como lanterna (KKKKKKK) numa chave que tinha um time paraguaio, um chileno e um colombiano. O fiasco, imenso, aconteceu em plena era da ISL e seus aportes financeiros num elenco caro, que tinha Júlio Cesar, Juan, Felipe Melo, Juninho Paulista, Andrezinho, Leandro Machado, Petkovic, Beto, Athirson e outros.
    Os jogos:
    Once Caldas 1 x 0 Flamengo
    Flamengo 1 x 3 Universidad Católica (gol de Felipe Mello)
    Flamengo 4 x 1 Once Caldas (gols de Fernando, Roma, Juninho, 2)
    Flamengo 0 x 0 Olimpia
    Universidad Católica 2 x 1 Flamengo (gol de Felipe Mello)
    Olimpia 2 x 0 Flamengo
    Pontos
    1.Olimpia 11
    2.Universidad Católica 10
    3.Once Caldas 9
    4.Flamengo 4
    2007
    Presente no certame como campeão (roubado) da Copa do Brasil 2006, o Flamengo caiu numa chave fraca e fez uma das melhores campanhas, líder à frente de Paraná Clube, Real Potosí (Bolívia) e Unión Atlético Maracaibo (Venezuela). Com isso, encarou o pequeno Defensor Sporting, de Montevidéu, que na chave do Santos eliminou os argentinos do Gimnasia y Esgrima de La Plata nos critérios de desempate. O que parecia ser uma presa fácil virou algoz do time carioca, que caiu por 3 a 0 no Uruguai e com os 2 a 0 (gols de Renato Abreu) no Maracanã ficou pelo caminho. Um mico.
    2008
    Mais uma vez na Libertadores, desta vez devido ao terceiro lugar no Brasileirão, o Flamengo ficou no grupo 4, com Nacional do Uruguai e os peruanos Cienciano e Coronel Bolognesi. Foi o melhor da chave, outra vez, e se deparou com um América do México em mau momento. Fora de casa venceu bem, 4 a 2, e recebeu o adversário no Rio de Janeiro três dias depois de ganhar um campeonato estadual sob o comando de Joel Santana, homenageado naquela noite diante de 47.115 torcedores ao se despedir do clube para comandar a seleção da África do Sul. Poderia perder por 1 a 0, 2 a 0, 2 a 1, 3 a 1… Mas levou de 3 a 0 com dois gols de Salvador Cabañas, sendo desclassificado naquele que foi, talvez, o maior vexame de um time na Copa Libertadores. Difícil dizer o que foi mais patético, ser eliminado daquela forma ou perder a Copa do Brasil, quatro anos antes, no mesmo estádio, para o Santo André.
    2010
    Campeão brasileiro em 2009, o Flamengo de Adriano e, então, também de Vágner Love, se classificou na bacia das almas no grupo 8, liderado pela Universidad de Chile e que tinha outro time chileno, a Universidad Católica, além do Caracas, da Venezuela. Com isso, ficou frente a frente com o Corinthians, time de melhor campanha na fase de grupos e que, no ano do centenário, parecia disposto a tudo pelo título da Libertadores que seus três maiores rivais já têm. Com a vitória por 1 a 0 (gol de Adriano) no Rio e a derrota por 1 a 2 (gol de Vágner Love) em São Paulo, os rubro-negros, mesmo em crise, despacharam os corintianos no único grande feito do Flamengo na Libertadores nos últimos anos. Para “compensar”, uma pífia atuação contra a Universidad de Chile nas quartas-de-final (derrota por 2 a 3 no Maracanã) deixou o time obrigado a vencer por dois gols em Santiago, onde o chamado “Império do Amor” fez os gols da vitória por 2 a 1 que não foi o bastante em mais uma eliminação.
    Resumindo: Urubu na Libertadores = desperdício de vaga para o futebol brasileiro

    ResponderExcluir
  6. Ainda muito chateado com o jogo de ontem, mas concordo completamente com o texto.

    Infelizmente o referencial de raça no time não existe mais. Com exceção de Love e, em alguns casos de Bottinelli(que paga pela raça com cartões), todos os jogadores perdem tempo com coreografias e nomes, como se o Mengão fosse vencer a qualquer momento.

    David Braz dá uns moles que não dá pra aceitar, Wilians não dá mais, Muralha e Luiz Antonio erraram tudo, Jr Cesar não joga como pra frente. Léo Moura, sem ritmo, lembrou o Léo Moura de 2011. R10 se omitiu MAIS UMA VEZ.

    A classificação é possível sim, basta vencer os dois ultimos jogos. Mas Joel terá de abandonar seu estilo defensivo... As proximas partidas são para entrar com Deivid e Love no ataque e R10 e Love armando. E com Deivid em campo, tem de investir em cruzamentos, pois o camisa 9 cabeceia melhor que chuta.

    É partir pra cima do Emelec e vencer, com boa vantagem de gols, e decidir em casa contra o Lanús num Engenão lotado!

    Chateado como no inicio do meu texto, assim estou, mas acredito na classificação e no resgate da raça do Mengão! Pra cima deles!

    SRN.

    ResponderExcluir
  7. Amigo Parabéns pelo texto! nossa torcida é omissa sim. Quando fechamos os olhos para os erros cometidos por diretoria, técnico, e jogadores estamos dando margem para que tudo continue como se nada de ruim estivesse acontecendo. Tem que haver cobrança sim, Flamengo não é só esse fiasco que estamos vendo na Libertadores Flamengo é um gigante que se alimenta de vitórias!!!

    ResponderExcluir
  8. Olha, já escrevi aqui e parei de escrever porque só pessimismo não resolve, mas, olhar o David Braz e ver que ele nunca será um zagueiro decente, dá pena. Ver o R10 se arrastar em campo e ser um jogador omisso quando deveria comandar o time, dá raiva. Salvam-se poucos e isso é pouco, mas muito pouco para o Flamengo.

    O Renato Maurício Prado esculacha o FLA e o Calazans constata o óbvio: a mediocridade do elenco do FLA...

    Ainda querem que os torcedores, muitos pensam assim, compareçam ao estádio, batam palma e apoiem esse time????

    Não temos, AINDA, patrocínio master, as perspectivas de sair da Libertadores são reais, R10 na gandaia e por aí vai. Falhas na defesa, Willians e seu sonho impossível se ser um armador...

    Na boa, vou parar por aqui. Só sei que tá dificílimo de ver o FLA jogar. Dá pena, raiva, e muita frustração!

    SRN!!!

    ResponderExcluir
  9. Muito obrigado a todos pelos comentários, inclusive o amigo arcoíris. Estamos todos juntos nessa caminhada. Aliás, apenas juntos vamos superar tudo.

    SRN

    ResponderExcluir

 
Uma vez Flamengo, sempre Flamengo.