Comentários
Postagens

25 de nov de 2012

Começamos bem, mas nem tanto...


Depois de sermos Octa no Carioca (quase 10 anos de pura hegemonia) e de passar da primeira fase da Sul-Americana, estreamos bem na NBB, mas com uma notícia ruim. A vitória era quase certa, já que o time de Vila Velha não bate de frente, mas a contusão do Marcelinho foi uma baita surpresa. Sabemos que ele não é mais um garoto, logo toda lesão com nosso ídolo preocupa. Sorte que temos um elenco forte, com jogadores pra chamar a responsabilidade no lugar dele, fato que nos complicou nas últimas temporadas. Quem fala como foi o jogo é o amigo Eneas Lima, post retirado do excelente blog Garrafão Rubro-Negro.

------------
O JOGO

O Vila Velha / Garoto / UVV começou o jogo mostrando que a falta de entrosamento prejudicaria o rendimento da equipe na estréia do Novo Basquete Brasil. E respeitando o adversário, o Flamengo buscou fazer seu jogo ofensivo explorando as jogadas dentro do garrafão com a dupla Olivinha e Caio Torres e a vantagem rubro-negra na metade do quarto era de 8 pontos: 14 a 6. E mesmo com o Flamengo pecando no ataque no final do quarto, o Vila Velha não soube melhorar seu aproveitamento ofensivo com os arremessos dos experientes Daniel Filé e Rodrigo. E o rubro-negro carioca acabou vencendo o primeiro periodo: 21 a 8.
O começo do segundo quarto começou com as duas equipes amassando o aro. E um lance entre Daniel Filé, do Vila Velha, e Marcelinho Machado, do Flamengo, acabou causando apreensão nos torcedores presentes no ginásio. O ala rubro-negro quando caiu no chão acabou sofrendo sofreu uma torção no joelho direito e teve que ser carregado pro vestiário e recebeu o tratamento imediato lá. E sem Marcelinho, o Vila Velha conseguiu ter um melhor aproveitamento ofensivo com a eficiencia dos jogadores Jemmott e Daniel Filé. E mesmo sem Marcelinho, Marquinhos chamou a responsabilidade pelo lado rubro-negro e conseguiu ampliar a vantagem rubro-negra no final do primeiro tempo da partida: 40 a 23.
E a falta de entrosamento dos estrangeiros com o restante da equipe do Vila Velha acabou pesando no inicio do terceiro quarto. E mais organizado em quadra e liderado por Vitor Benite e Caio Torres, o Flamengo continuou ampliando sua vantagem no placar: 48 a 25. E o Vila Velha faltando 3 minutos pra acabar o periodo só tinha assinalado 4 pontos  e o Flamengo já tinha marcado 17 pontos. Benite e Caio continuavam sendo os jogadores mais regulares do Flamengo no quarto. O cubano Jemmott foi o destaque do Vila Velha no final do quarto, mas o rubro-negro carioca acabou com vantagem maior no placar no final do periodo: 61 a 35.
Com os arremessos de Parker e Casé, o Vila Velha abriu a parcial de 8 a 0 no começo do ultimo quarto e a diferença caiu para 18 pontos: 61 a 43. E o Flamengo logo melhorou ofensivamente com as jogadas de Caio Torres, destaque do jogo. E Parker chamou a responsabilidade pelo lado do Vila Velha, mas o rubro-negra cometeu poucos erros ofensivos e com isso não teve dificuldades para confirmar sua primeira vitória no Novo Basquete Brasil, na sua quinta edição.
---------------


Texto publicado originalmente no Garrafão Rubro-Negro.

Saudações Rubro-Negras

********************
Renato Croce (Alexi Lalas)

Compartilhe isto com a Nação
"Eu queria ser um poeta para poder te explicar,
mas não consigo traduzir o sentimento de amor que a gente tem pelo Flamengo."

---Outros posts do FlaManolos---

0 comentários:

Postar um comentário

 
Uma vez Flamengo, sempre Flamengo.