Comentários
Postagens

19 de nov de 2011

Heróis do Mundial - Andrade

  Clique aqui pra acompanhar toda a série Heróis do Mundial

1980, final do jogaço entre Mengão e Atlético-MG, 3x2 pra nós. Manguito, zagueiro que substituía Rondinelli naquele jogo, recua uma bola para Raul. Pedrinho, jogador do Galo, chega antes na bola e passa pelo nosso goleiro. Seria o gol de empate... Seria! Andrade dá um pique e tira a bola de carrinho, salvando o Mengão e salvando Manguito. Era a conquista do nosso primeiro Brasileiro. E Andrade, o nosso homenageado nesse post foi mais um dos Heróis daquele jogo. 

Apoiador clássico, ao melhor estilo dos grandes volantes do futebol brasileiro, Andrade era o responsável por ditar o ritmo de jogo. Era um jogador de muita técnica, dotado de excelente visão de jogo, capaz de realizar lançamentos de longa distância com extrema perfeição. 

Nascido em Juiz de Fora (MG), Andrade chegou ao clube em 1974, após jogar no Tupi. Fez testes no clube e foi aprovado. Após expirar sua idade de juvenil, foi emprestado por duas temporadas ao futebol venezuelano, onde chegou a ser artilheiro. Voltou ao Mengão em 1978, e aos poucos foi adquirindo a titularidade em sua posição. 

O Tromba tem um passado tenebroso: era botafoguense na infância. E como o destino prega peças, coube a Andrade a honra de ser o autor do 6° gol que devolveu a goleada de 6x0 no Botafogo. Foi o gol mais importante entre os 28 marcados pelo Mengão! Depois disso o passado alvinegro ficou definitivamente para trás: "Hoje sou rubro-negro de alma, de coração, respiro vermelho e preto". 

 
Foi Campeão Carioca em 1979/79(especial)/81/86, Campeão Brasileiro em 1980/82/83/87, Campeão da Libertadores e Mundial. O Tromba, apelido dado por Junior, é o 5° jogador que mais vestiu o Manto Sagrado, com 569 jogos. Foi pelo clube que Andrade chegou à Seleção Brasileira, disputando 16 jogos.

Em 1988 Andrade deixou a Gávea para jogar na Roma. A experiência no futebol italiano foi curta, e no ano seguinte voltou ao Brasil. Ficou treinando na Gávea por algum tempo, esperando uma proposta para defender o Manto Sagrado novamente, mas a diretoria não o fez, e o Tromba foi atuar pelo nosso eterno Vice. Por lá conquistou seu 5° título brasileiro como jogador em 1989. Defendeu depois alguns clubes pequenos como Desportiva, Operário, Bacabal e Barreira até pendurar as chuteiras em 1997.

Após sua aposentadoria nos campos, Andrade entrou para a comissão técnica do clube, inicialmente como observador. Passou pelas categorias de base do clube até assumir o cargo de auxiliar técnico do time principal. Nessa função atuou como treinador interino diversas vezes, até que em 2009 assumiu de vez o cargo nos levando ao Hexa.

Veja esse vídeo do Hexa sobre o ídolo:

Andrade é um dos Heróis do Mengão!


Saudações Rubro-Negras   

******************** 
Rafael de Oliveira
Twitter - Facebook

Imagem 1: FlaManolos
Imagem 2 e 3: Google com adaptação de FlaManolos

Compartilhe isto com a Nação
"Eu queria ser um poeta para poder te explicar,
mas não consigo traduzir o sentimento de amor que a gente tem pelo Flamengo."

---Outros posts do FlaManolos---
5 comentários rubro-negros pelo Blogger
comentários rubro-negros pelo Facebook

5 comentários:

  1. Esses sim jogavam pelo manto que vestiam!


    #SRN

    @_GuiFLA

    ResponderExcluir
  2. Maravilhoso esse Post!! Andrade- Herói do Mengão!! Mt bom relembrar e pra mim então que ñ era nascida é 1 ótima oportunidade!! Obrigado Mengão pelas Alegrias que mi dá!!

    ResponderExcluir
  3. Esse cara não só foi "Hérói do Mundial" como também o nosso comadante no Hexa vale apena lembra! Tenho muito que parabenizar o FlaManolos por essa iniciantiva em fazer homenagem a os ídolos do Mengão. Parabéns mesmo a toda equipe do FlaManolos.

    ResponderExcluir
  4. Uma das peças fundamentais naquele timaço campeão da década de 80.
    Em 2009, voltou a ser peça chave no comando de equipe toda cheia de altos e baixos, sem respaldo e respeito da direção do clube.
    A maior característica do Beiço é sua humildade. Coisa tão sutil que nem é reconhecida como qualidade nos tempos atuais.
    Zico, o Rei.
    Júnior, o Maestro Diplomata.
    Leandro, o Monstro.
    Andrade, o Monge.

    Ainda não conheci o Andrade pessoalmente, mas numa das minhas idas à Gávea, pretendo esbarrar com ele e agradecer por tudo.

    É um pecado voltar ao presente e observar o time atual do Flamengo...

    Verdadeiras Saudações Rubro-Negras!

    ResponderExcluir
  5. ESSE SIM É RUBRO NEGRO DE VERDADE PARABENS MANO................

    ResponderExcluir

 
Uma vez Flamengo, sempre Flamengo.