Comentários
Postagens

9 de dez de 2011

Heróis do Mundial - Nunes

 Clique aqui pra acompanhar toda a série Heróis do Mundial

O homenageado no post de hoje na Série Heróis do Mundial é um atacante que em 214 jogos com o Manto Sagrado fez 99 gols. E que gols... Conhecido como Artilheiro das Decisões, fazia gol de tudo quanto era jeito. Só não foi pras Copas do Mundo de 1978 e 1982 por contusão, e em 13 jogos com a amarelinha, marcou 8 gols. Isso mesmo, falaremos de Nunes! 

Antes de se profissionalizar no futebol, Nunes jogou nas categorias de base do Mengão até ser dispensado pelo técnico paraguaio Modesto Bria, ex-jogador do clube. Ao deixar a Gávea, Nunes profetizou: "Um dia eles vão me querer de volta, mas aí terão que desembolsar muito dinheiro".

Nunes jogou por times pequenos no Nordeste e ganhou fama ao atuar pelo Santa Cruz, onde seus gols ajudaram o clube pernambucano chegar às semifinais do Brasileiro de 1975. "Nunes é para o Santa Cruz o que Pelé foi pro Santos!", disse o presidente tricolor na época. Seu desempenho lhe rendeu convocação a Seleção Brasileira em 1978, mas como dito, foi cortado. 

A história do seu corte para Copa de 78 é muito mal contada. Nunes havia se machucado, mas vinha numa rápida recuperação. O problema é que seu nome não agradava a imprensa carioca que exigia a presença do Roberto Dinamite, que acabou sendo convocado em seu lugar. Logo depois da Copa, Nunes se transferiu para o Fluminense. De lá foi para o Monterrey (MEX). Quando o Mengão precisava de um centroavante matador para o time, foi ao México e... a profecia de Nunes se cumpriu! 


Identificou-se rápido com a Nação, pois era um jogador com espírito de luta e com facilidade de fazer gols. Alguns desses gols foram importantíssimos para a história do clube: o 3° gol na vitória por 3x2 sobre o Atlético-MG, na final do Brasileiro de 1980; os 2 gols na vitória sobre o Liverpool no Mundial de 1981; e o único gol da vitória de 1x0 sobre o Grêmio, na final do Brasileiro de 1982.  

Nunes foi Campeão Carioca em 1981; Campeão Brasileiro em 1980/82/87; Campeão da Libertadores e Mundial em 1981. Deixou o Mengão em duas ocasiões, mas retornou ao Mengão pra conquistar o Brasileiro de 1987, um pouco antes de se aposentar. Ele encerrou a carreira completamente realizado, e nos deixou ainda mais orgulhosos em poder dizer: Sou Flamengo! 

Nota: veja o vídeo que o Blog FlaMuseu fez com alguns dos gols do Nunes pelo Mais Querido. Parte 1 e Parte 2. 

Veja aqui um dos brilhos de Nunes com o Manto


Nunes é um dos Heróis do Mengão!

Saudações Rubro-Negras 

******************** 
Rafael de Oliveira
Twitter - Facebook

Imagem 1: FlaManolos
Imagens 2 e 3: Google com adaptação de FlaManolos

Compartilhe isto com a Nação
"Eu queria ser um poeta para poder te explicar,
mas não consigo traduzir o sentimento de amor que a gente tem pelo Flamengo."

---Outros posts do FlaManolos---
2 comentários rubro-negros pelo Blogger
comentários rubro-negros pelo Facebook

2 comentários:

  1. Há quem questione o Nunes.
    Havia, muito evidentemente naquela época, uma questão bairrista, de fundo preconceituoso. Mas contra fatos não há argumentos...
    O cara fazia gol mesmo! Corria que nem um alucinado e era fominha. Chutava de tudo quanto era jeito.

    Lembro-me de que não acreditei muito quando ele apareceu do nada, todo humilde, numa pelada em Realengo há uns quinze anos atrás. E ele fez um gol de falta em mim, lá do meio da rua.
    Nunes é um 'ídolo pra sempre'.

    Verdadeiras Saudações Rubro-Negras!

    ResponderExcluir
  2. Uma história engraçada do Nunes é que antes de sua contratação rolou um boato que o Mengão queria trazer o Dinamite, que estava no Barça, mas os Vices com medo contrataram antes.
    Então o Mengão foi e contratou o Nunes.
    Ele diz que a história do Dinamite era só para "despistar" o interesse de outros clubes em sua contratação...
    Ilusão ou verdade, o importante é que Nunes sempre deixava o seu quando precisamos!
    SRN!

    ResponderExcluir

 
Uma vez Flamengo, sempre Flamengo.