Comentários
Postagens

21 de mar de 2012

Coluna da Nação: Rosália Teixeira - Não é fácil, mas é bom demais!


Nome: Rosália Teixeira 
Idade: 23 anos
Local: Palmeira dos Índios - AL
Twitter: @RosaliaMariaa
O que é o Flamengo pra você?
É raça, amor e paixão.

Não é fácil, mas é bom demais!

Minha paixão pelo Flamengo é algo que vai além do que consigo explicar. Poderia ir ao Fumeirão torcer e morrer de amores pelo ASA de Arapiraca, clube que é a paixão da minha região, mas ele não me cativa. Quem me fascina realmente é o rubro-negro carioca, mesmo não morando no Rio. E o amor ao Flamengo está presente em cada momento da minha vida.

Não sei falar como começou. O que eu sei é que meu pai é flamenguista, e nasci e me criei assistindo aos jogos com ele e ouvindo-o contar como era o time em 1981. Sempre acompanhei e sofri muito com os jogos. Lembro-me que em 2001, naquela final com o Vasco, assisti ao jogo vestida com meu manto e tremendo de tensão, abraçada com minha boneca, também vestida de Flamengo. E aos 43 minutos, chorei. Foi uma emoção indescritível pra mim, uma criança que mal entendia de jogo. Assim fui crescendo, a paixão se consolidando e vendo o Flamengo tantas vezes campeão, mas também com tantas aflições e agonias. Quem falou que ser flamenguista é fácil?

Não é nada fácil ser Flamengo e mais ainda ser Off-Rio, mas é bom demais. Não poder ir aos estádios, sentir o calor da torcida, gritar e cantar o amor pelo Mais Querido, comemorar cada gol feito... Se fosse somente ir ao estádio acompanhar um jogo de futebol, seria fácil. Em Arapiraca tem jogos frequentemente, mas não é do Flamengo. É muito diferente. Amo o Flamengo, não o futebol. Assim como muitos outros que não podem curtir um jogo do Flamengo, comemoro a subida de um Série B para então poder estar mais perto do Mais Querido. É o caso da volta do Sport e Náutico pra elite do Brasileiro. Terei duas chances em 2012 de ver meu amor em campo jogando em Recife, mais acessível aos alagoanos.


Mas nem por isso deixamos de demonstrar o amor que sentimos. Acompanhar os jogos pela TV, participar de campanhas via internet, vestir o Manto Sagrado em qualquer ocasião... Isso nos torna mais próximos do calor da Nação, isso faz a diferença. Eu sempre ia pra faculdade com o Manto, independente se ganhasse ou perdesse. E muitas vezes tinha que vestir branco por conta de estágio ou aula prática do curso de Enfermagem. Usar uma blusa vermelha não dava, mas mesmo assim ia com a mochila ou a blusa branca com o símbolo no peito. Sempre ando com alguma coisa relacionada ao Flamengo comigo. Para muitos pode ser exagero, mas acho que é uma forma de demonstrar minha paixão pelo Flamengo, já que não posso frequentar os eventos do clube ou estar mais próximo do time em campo.

Enfim, o Flamengo sempre me proporcionou muitas emoções, alegrias e conquistas. Não nego a ninguém o quanto sou apaixonada pelo Mengão. Só divido essa paixão com a Enfermagem, mas consigo conciliar as duas. Todos que me rodeiam já sabem dessa paixão e dedicação, capaz de mover montanhas e pedir silêncio pra prestarem atenção quando está passando um jogo, discutir com a emoção e razão, chorar, ver o coração sair pela boca e até cornetar muito quando for preciso. Afinal, cornetar é uma arte e faz parte. Sonho em conhecer a Gávea, ver um treino no Ninho do Urubu, assistir a um jogo no Maracanã, ver o Bi-Mundial... Tudo que se refere ao Flamengo faz parte de mim, dos meus sonhos. Há quem diga que tenho sina de botafoguense, por chorar nos jogos do Mengão. Mas a lágrima é de alegria e é a forma mais sincera de demonstrar o sentimento que tenho pelo Mais Querido.


Saudações Rubro-Negras

**************************
Rosália trabalha com enfermagem e é rubro-negra até o osso. Nasceu e mora no interior de Alagoas, onde flamenga desde então. Toda sua família é flamenguista, incluindo seu papagaio que grita "Mengo!" pela casa. Essa é uma das provas de que o Flamengo existe em todos os cantos deste país. E faça como a Rosália! coluna é sua! Manda seu texto pra gente (quantos quiser!). Veja os detalhes aqui: Coluna da Nação

Imagem 1: Rosália Teixeira
Imagem 2: Rosália com adaptação de FlaManolos 

Compartilhe isto com a Nação
"Eu queria ser um poeta para poder te explicar,
mas não consigo traduzir o sentimento de amor que a gente tem pelo Flamengo."

---Outros posts do FlaManolos---
12 comentários rubro-negros pelo Blogger
comentários rubro-negros pelo Facebook

12 comentários:

  1. TBM NAO SOU DO RIO TBM NUNCA FUI AO MARACA,MAS MEU CORACAO TBM EH RUBRO NEGRO SOU DO PARANA E CARREGO NO PEITO CRF COM ORGULHO SRN.........@CRF_ROGERIO

    ResponderExcluir
  2. In-RIO e OFF-RIO é algo que o Flamengo ja espantou a muito tempo.

    Agora é com a torcida tirar isso de mente.
    somos todos apaixonados.

    E as histórias dos que vivem longe dos jogos do engenhão/maracanã, são, de fato, sempre mais interessantes de ler.

    Parabéns pela sua :)

    ResponderExcluir
  3. essa minha amiga me dá muito orgulho! o engraçado é que quando estamos juntas... somos reconhecidas como "as flamenguistas". pessoal já olha pra gente e fala: "lá vem elas" kkkkkkkkkkkk o flamengo foi uma das nossas paixões em comum que nos tornou amigas. me identifiquei com o texto, as palavras que eu diria são quase as mesmas... falei "quase" pq não trabalho com saúde, trabalho com gestãio. hahahah' mas enfim, é isso.
    #SRN!

    @arykovic

    ResponderExcluir
  4. Sou testemunha do amor que a Rosália sente pelo Fla! Todos os dias indo pra faculdade com a camisa rubro-negra, indo pro estágio com a blusa branca e sempre com a mochilinha vermelha nas costas. É uma paixão inexplicável! Quem quiser morrer mais cedo é só criticar o Flamengo na frente dela :-)

    É isso aí, amiga! Se Deus quiser em breve vamos ver o Fla de volta à final da libertadores, aí a gente combina de viajar pro Rio para fazer parte desta história! :D

    @hackerlivre

    ResponderExcluir
  5. Alagoas... Terra boa, de um dos maiores e mais ilustres rubro-negros: Djavan.
    Que maravilha essa paixão pelo Mengão que o nordeste tem!

    Verdadeiras Saudações Rubro-Negras!

    ResponderExcluir
  6. Parabéns Rosália!!!
    Disse tudo e ainda mostrou que em Alagoas o Rubro-negro está bem representado!!
    SRN.

    ResponderExcluir
  7. Branqueeela..apesar de não torcer pelo mesmo time que você respeito e muito seu amor e paixão. Não só essa sua história, mas toda sua história de vida é linda. Parabéens pelas palavras e pelo amor né :x. Beijocas.

    ResponderExcluir
  8. Em meio a tantas críticas, comentários técnicos, números... Vem a Rosália e mostra todo seu puro amor ao Mais Querido. Em cada parágrafo, seu rubro-negrismo exalando. Muito bom! A coluna é sua, escreva quando quiser.

    Beijos e SRN!

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Iríamos esperar o que de um flamenguista? Não há aquele lance que torce pro Flamengo por afinidade, ou ama ou odeia.
    Parabéns Rosália, mandou fácil.

    ResponderExcluir
  11. Sensacional o texto essa é FLAMENGUISTA DE CORAÇÃO essa memina é para casar heim ^^, escreveu com o coração

    ResponderExcluir

 
Uma vez Flamengo, sempre Flamengo.