Comentários
Postagens

5 de fev de 2011

Agora é na raça, na superação e na fé!


No jogo de estréia do time no quadrangular da segunda fase da Liga das Américas, o time jogou mal e perdeu para os donos da casa, os Halcones Rojos por 77 a 81.

O time, no começo, até esteve bem em quadra. Melhor defensiva do que ofensivamente. Por isso, terminou o 1º quarto na frente, 19 a 16. Porém, nos 2º e 3º quartos o time não se encontrou em quadra tanto ofensiva quanto defensivamente. Seguramente as piores atuações sob o comando do treinador argentino Gonzalo García. No total, perdemos os 2 quartos por 40 a 26.
No 4º quarto, na base da raça, o time até tentou uma reação, que a esta altura parecia impossível. Mas nada é impossível para este time e eles acreditaram até o fim. Mesmo com mais uma boa atuação de seu principal jogador (cestinha da partida com 27 pontos), isso não foi o suficiente para sairmos de quadra vitoriosos.
O time cometeu muitos erros durante a partida, principalmente Marcelinho e Hélio, com 5 erros cada, o que representou quase 50% dos erros do time. Já o time mexicano errou apenas 9 vezes. Talvez um dos maiores méritos do time ontem foi ter acabado o jogo com bons percentuais de acerto nos arremessos, tanto os de 2 pontos, quanto os de 3 e até os lances livres, que vinham sendo o “calcanhar de Aquiles” do time. O curioso é que nas 3 estatísticas acertamos mais PERCENTUALMENTE que os mexicanos, porém eles foram mais vezes à cesta.
Outro ponto negativo no jogo de ontem foi a atuação do pivô Átila dos Santos #50. Saiu de quadra “zerado”. Tentou apenas 1 arremesso de quadra e errou. Pegou 3 rebotes, cometeu 3 faltas e 2 erros. Péssimos números para um pivô que será fundamental para descansar o Bábby em alguns momentos do jogo.
Hoje enfrentamos o time argentino do Peñarol, atual campeão, e que também perdeu na estréia, para o surpreendente Capitanes de Arecibo de Porto Rico. A vitória seria fundamental, assim como torcer, em seguida, para uma vitória do Halcones Rojos sobre o time porto-riquenho, para assim decidirmos na última rodada quem se classifica em segundo na chave para o final four.
O jogo contra o Peñarol começou bastante parelho! Muito equilíbrio. O empate persistia no placar até os últimos segundos, quando o Peñarol abriu 2 pontos e foi ao intervalo vencendo por 19 a 17. Grande exibição de Bábby, com 8 pontos e dois belos arremessos de 3 de Marcelinho. Além deles, apenas o Duda também pontuou para o time carioca.
No segundo quarto, o time entrou bastante dispersivo em quadra, deixando o time argentino abrir 10 pontos logo de cara: 27 a 17, com bela participação do ex-flamenguista Kyle Lamonte. Aos poucos o time foi se encontrando em quadra e com bela atuação de Marcelinho do meio pro fim do quarto, o time reagiu e chegou a diminuir pra 2 pontos a diferença. Mas uma falta inútil e infantil de Wagner a 1 segundo do fim botou o Peñarol 4 pontos a frente, 37x33.
No terceiro quarto, mais uma desastrosa atuação do time. Perdemos o quarto por 27 x 19, ou seja, 64 x 52 para os argentinos. O time não soube marcar os tiros de 3 dos alas adversários, principalmente do Léo Gutierrez, ex-jogador do Boca, que num jogo contra o Fla no Tijuca Tênis, se disse encantado com a nossa torcida, e que terminou como cestinha da partida com 27 pontos. Os tiros de 3 do time do Peñarol foram decisivos para nossa derrota, já que converteram 4 a mais que a gente. Eles tentaram poucos arremessos de dentro do garrafão, jogaram muito mais de fora do perímetro.
No segundo tempo, o time todo foi muito mal defensivamente, tanto que o nosso principal jogador saiu com 2:25 pro fim da partida com 5 faltas, além de ter ficado bastante tempo fora com 4 faltas, porém, mais uma vez, foi nosso destaque, com 25 pontos, convertendo 5 cestas de 3 e terminando com 100% de aproveitamento nos lances livres. Outro jogador que foi bem no ataque foi o ala-armador Duda, contribuindo com 16 pontos. Porém, não foi tão decisivo nos passes, apenas 1 assistência. David Teague pontuou bem, mas errou muito. E Teichmann não voltou a ser o jogador do Double Double dos últimos jogos.
Outro ponto negativo é que nossos armadores não tem pontuado e nem tentado infiltrações e arremessos de longa distância, que sempre marcaram as atuações de Hélio e Fred, com 2 e 6 pontos respectivamente.
O quarto quarto apenas serviu pro time argentino controlar a partida e não deixou nosso time encostar muito no placar. Por isso foi o quarto mais equilibrado, 26 x 24 pros hermanos. Final de jogo: 90 x 76 para o Peñarol.
A classificação para o final four agora ficou mais difícil ainda, mas ainda não é impossível. Para isso, na próxima partida, os Halcones Rojos devem ganhar do Capitanes de Arecibo, por qualquer placar. E na rodada de amanhã, teremos que derrotar o time de Porto Rico por nada menos que 24 pontos de vantagem! E em seguida, torcer por mais uma vitória mexicana sobre o Peñarol.
Sabemos que pro Flamengo tudo é na raça, na superação, nada vem fácil. Então, temos que continuar torcendo e acreditando!
Vamos reagir, Mengão! Ainda não tem nada definido!
***************************
@Bernardo_UBZ (Bernardo Chapermann)
Fique por dentro das atualizações do Blog. Siga-nos no Twitter e no próprio Blog, clicando ao lado.

Assista aos jogos do Flamengo e acompanhe os principais canais esportivos 24hs!
Entre também na comunidade do Orkut: Torcida FlaManolos
Imagem: FIBA Américas

Compartilhe isto com a Nação
"Eu queria ser um poeta para poder te explicar,
mas não consigo traduzir o sentimento de amor que a gente tem pelo Flamengo."

---Outros posts do FlaManolos---
2 comentários rubro-negros pelo Blogger
comentários rubro-negros pelo Facebook

2 comentários:

  1. Brother... perfeitaço!! Show de bola!!!!
    O time não corres pondeu e foi uma merda, mas ainda temos chances e temos que acreditar.. Valeu!!

    ResponderExcluir
  2. Perfeito, Bernardo!
    Análise perfeita desses 2 jogos. Certamente foram os piores jogos do Fla sob o comando do Gonzalo, mas ainda temos chances na Liga.
    Mesmo não passando, temos que saber aproveitar esses erros. Pode ser bordão falar isso, mas é aprender com os erros e partir pra cima na NBB. Somos os melhores e vamos colocar isso em prática.

    Abraços e parabéns!

    @RenatoCroce (Alexi Lalas)

    ResponderExcluir

 
Uma vez Flamengo, sempre Flamengo.